greencard.com.br

  • Loteria de Green Cards
  • Conheça os EUA
  • Estudo nos EUA
  • Trabalho nos EUA
  • Vistos
  • Estudo nos Estados Unidos

    Como Estudar nos EUA

    1º e 2º graus

    O 1º e 2º graus são gratuitos para americanos e residentes legais (pessoas que têm o green card) e pagos para os demais. No geral as escolas são muito bem equipadas e os professores de primeira linha.

    A lei americana determina que estudantes estrangeiros não podem freqüentar escolas públicas de 1º grau ou programas gratuitos para adultos (do governo) e restringe o estudo em escola pública de 2º grau a 12 meses.

    A melhor opção para quem deseja fazer o de 1º ou 2º graus nos Estados Unidos é fazê-lo por meio de empresas do ramo. Estas já tem experiência neste serviço e cuidam de tudo. É muito arriscado tentar cumprir todo o processo por conta própria. Estamos analisando diversas parceria e tão logo nos decidamos por uma empresa informaremos.

    Clique para se cadastrar e receber nossa newsletter e assim ser informado desta disponibilidade.

    Observações:

    O ano letivo nos Estados Unidos é oposto ao brasileiro pois as estações do ano também são opostas. O período inicial dos EUA vai de setembro a dezembro e o 2º de janeiro a junho.

    Escolas Vocacionais (vocational schools nos EUA) são escolas de 2º grau que fornecem cursos profissionalizantes variados. 
    Veja como conseguir vistos de Estudo em Vistos.

    Cursos de Nível Superior e Pós-Graduação

    A complexidade do mercado atual criou uma demanda por formações superiores mais completas, pós-graduações, MBA´s e doutorados a fim de se conseguir um currículo de destaque e bons empregos. Boas noções de outros idiomas, Informática, além de de estar em dia como o panorama mundial são atributos extremamente valorizados. Neste contexto um curso no exterior passou a ser um diferencial importante.

    Há dois tipos de curso pós segundo grau. 

    Um de menor duração (normalmente 2 anos) chamado college, com um enfoque mais profissionalizante e bastante abrangente em termos de opções. Estes cursos são oferecidos pelos chamados Community Colleges. 

    A outra opção é o curso superior proporcionado pelas universidades, que seguem o mesmo formato de faculdades e universidades brasileiras. 

    As universidades americanas, diferentemente dos 1º e 2º graus, são sempre pagas.

    Para estudar nos EUA (cursos superiores) alguns exames, são necessários:

    . TOEFL (Test of English as a Foreign Language)

    Mede o conhecimento de inglês. É composto de provas de Gramática, Compreensão de Textos por leitura e por audição, além de redação. Este exame é reconhecido por todas as entidades de ensino e é por seu resultado que se analisará oficialmente o nível de seu Inglês. Em média solicita-se uma pontuação aproximada de 550 pontos;

    . SAT (Scholastic Aptitude Test)

    T ambém conhecido como ACT (American College Testing) - Mede o conhecimento na área de estudo. 

    . GRE (Graduate Record Examination)

    Para cursos de mestrado/doutorado. 

    . GMAT (Graduate Management Admission Tests)

    Exigidos para os cursos de MBA (Master of Business Administration).

    É necessário, também:

    demonstrar capacidade financeira para pagar o curso, para se manter e à sua família, caso esta o acompanhe. O valor desta manutenção varia de acordo com o local e gira em torno de 200 a 500 dólares por semana. Já o valor das anuidades varia de:

    em Community Colleges - US$ 3.200 a US$ 8.000;

    em Universidades Públicas - US$ 10.000 a US$ 20.000;

    em Universidades Particulares - de US$ 19.000 a US$ 56.000.

    Traduzir a documentação comprobatória de seu histórico escolar por meio de tradutor juramentado. A maioria das escolas exige que constem destas inclusive a tradução das notas e algumas pedem cartas de recomendação. 

    Deve-se checar com as escolas contatadas sobre outras exigências tais como cartas de recomendação entre outras.

    Ao recolher-se todo este material deve-se contatar a escola enviando cópia da documentação acompanhando carta solicitando análise do currículo para aceitação. Em sendo aceito receber-se-á uma carta informando a aceitação e com esta um Formulário I-20. Este deve ser levado à Embaixada ou Consulado de sua região para que se dê entrada no pedido de visto de estudo.

    Em breve forneceremos indicações de empresas que auxiliam na consecução do objetivo de estudar no exterior. 

    Clique para se cadastrar e receber nossa newsletter e assim ser informado desta disponibilidade.

     

    Como não vimos atualizando a página, ela pode ter informações que não sejam mais válidas. Por favor confirme em sites
    oficiais os procedimentos corretos e/ou completos. Visite http://travel.state.gov/visa/visa_1750.html para informações sobre
    vistos de todos os tipos.

    Assuntos RelativosAssuntos relacionados

    Marketing Digital & Design - Clicktime