greencard.com.br

  • Loteria de Green Cards
  • Conheça os EUA
  • Estudo nos EUA
  • Trabalho nos EUA
  • Vistos
  • Os Estados Unidos

    Viver nos EUA temporária ou permanentemente é uma experiência gratificante


    Cabe a você conseguir canalizar esta experiência para o trabalhoa fim de atingir o progresso pessoal, caso você decida e possa residir nos EUA ou em prol de seu país, caso você deseje ou tenha que voltar. 

    Procure apenas evitar tornar-se um crítico ranzinza que tudo compara, de tudo reclama mas que nada faz para mudar o que critica.

    Logicamente, os Estados Unidos não são um país perfeito. Há problemas, e muitos, lá. A diferença está no constante questionamento, na valorização de toda e cada opinião, no respeito aos direitos do cidadão e na eficiência da Justiça. Quem já morou nos EUA normalmente considera que os feitos mais louváveis daquela sociedade são o ótimo nível de justiça social já alcançado e a valorização do trabalho. A imensa maioria da sociedade americana pode ser considerada classe média e tem acesso a uma vida digna e um padrão de conforto que seria considerado riqueza em muitos locais. O trabalho é tão valorizado que se tem a sensação que, em se trabalhando duro, não há limites para a realização de objetivos. Voce pode planejar o futuro com base em possibilidades reais. O trabalho é, sem sombra de dúvida, o motivo maior de todo o progresso e da sensação de distância de nossa realidade que sentimos ao chegar aos EUA. O chefe da empresa e o menos graduado funcionário sentam-se lado a lado no restaurante pois todo tipo de trabalho é tido como digno de respeito e admiração. Há valorização da mão-de-obra, da habilidade específica, do dom, do estudo, da educação.

    O país é extremamente bonito, com paisagens e climas para todos os gostos, desde calor semelhante ao amazônico ao gelo do Alaska. Os estados, por suas peculiaridades geográficas e culturais, têm leis próprias. O respeito aos direitos individuais e à Lei são levados ao extremo. Não há meio termo, apenas o certo e o errado, tanto para o direito quanto para os deveres. Fazer o certo não é nada mais que a obrigação, já fazer o errado com toda a probabilidade redundará em punição, geralmente severa. Para estrangeiros, à primeira vista, certas coisas poderão parecer excessos. Com o tempo, porém, perceber-se-á que o único meio de se atingir uma sociedade realmente justa é o respeito irrestrito aos direitos alheios e o cumprimento contumaz dos deveres. Ficará claro a estes, então, como é bom ser respeitado e valorizado como cidadão, não só pelo próximo, mas principalmente pelo governo. Veja mais sobre a cultura americana em Links Diversos.

    Como não vimos atualizando a página, ela pode ter informações que não sejam mais válidas. Por favor confirme em sites
    oficiais os procedimentos corretos e/ou completos. Visite http://travel.state.gov/visa/visa_1750.html para informações sobre
    vistos de todos os tipos.

    Assuntos RelativosAssuntos relacionados

    Marketing Digital & Design - Clicktime